• Tony Veríssimo

1º mês de Bolsonaro fecha no azul, com superávit de mais de R$ 30,2 bilhões

Atualizado: 6 de Mar de 2019



A Secretaria do Tesouro Nacional informou que as contas do governo registraram superávit primário de R$ 30,238 bilhões em janeiro. Isso significa que as receitas do governo com impostos e contribuições superaram as despesas, ou seja, superávit. Quando acontece o contrário, o resultado é de déficit.


Segundo o Tesouro, as receitas somaram R$ 137,049 bilhões no mês janeiro de 2019 e as despesas, R$ 106,811 bilhões, registrando assim uma queda de 2,3% em comparação a janeiro de 2018.


Ao comentar o resultado, o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, afirmou que o saldo positivo de janeiro não serve, de forma isolada, como base para as previsões do ano.


Tem concentração de receitas em janeiro e não têm transferências para estados e municípios. A execução sempre é mais lenta no começo do ano, em especial no início do governo. O que importa é o resultado do ano. Enquanto o Brasil tiver déficit primário, com dívida e carga tributária elevadas, é motivo de preocupação”, declarou.

No ano passado, as contas do governo registraram déficit primário de R$ 120 bilhões, quinto ano seguido de rombo nas contas públicas.


Previdência Social


De acordo com a Secretaria do Tesouro Nacional, o rombo nas conta da Previdência Social ficou em R$ 13,792 bilhões em janeiro, registrando também uma queda de 6,2% na comparação com janeiro do ano passado.


Outros resultados


Segundo o governo, as receitas com concessões cresceram em janeiro deste ano, passando de R$ 423 milhões em janeiro de 2018 para R$ 497 milhões no mês passado. Além disso, o governo recolheu mais dividendos (parcelas do lucro) das empresas estatais no primeiro mês deste ano. De acordo com o Tesouro, os dividendos somaram R$ 4,2 milhões em janeiro de 2019. No mesmo mês do ano passado, foram R$ 3,6 milhões.


No caso dos subsídios e subvenções, houve queda. Em janeiro de 2019, somaram R$ 4,672 bilhões, contra R$ 6,046 bilhões no mesmo mês do último ano.

1,701 visualizações0 comentário