• Tony Veríssimo

A Educação em Montadas/PB durante os 1000 dias de (des)governo do prefeito Jairo Herculano


"Pegue duas medidas de estupidez, junte trinta e quatro [ou quarenta] partes de mentira. Coloque tudo numa forma untada previamente com promessas não cumpridas. Adicione a seguir: o ódio e a inveja; dez colheres cheias de burrice. Mexa tudo e misture bem e não se esqueça antes de levar ao forno, temperar com essência de espírito de porco; duas xícaras de indiferença; e um tablete e meio de preguiça..." A letra da canção "Os Anjos" da Banda Legião Urbana parece definir bem a situação do atual governo do município de Montadas/PB.

O atual prefeito Jairo Herculano de Melo (PSB) chegou ao poder trazido por essa áurea de mudanças e palavras fáceis, porém, o que ele mostrou como gestor a frente da Prefeitura de Montadas foi a sua verdadeira face. É como disse certa vez, Abraham Lincoln: "Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder".

A gestão do atual prefeito Jairo Herculano é até difícil de mencioná-la como sendo uma 'Administração', porém, a mesma chegou há 1000 dias. E sem sombra de dúvidas foram 1000 dias impactantes, não daqueles que valem a pena ser vividos, mas que sem sombra de dúvidas, foram 1000 dias que entraram para História do município e que devem ser lembrados como tempo que jamais devem retornar.


Na restam dúvidas que na área da Educação o prefeito Jairo Herculano atingiu uma grande marca, porém de incompetência como administrador. Pois, o mesmo veio a ocupar em março de 2013, uma das 13 posições no ranking da História do Brasil, dos quais gestores distribuíram pipoca de milho alho - a tradicional 'Pipoca de Panela' -, como Merenda Escolar. O que virou foco da imprensa e se espalhou rapidamente pelos quatro cantos do Estado da Paraíba.



Em setembro de 2013, os repasses federais para Alimentação e Transporte Escolar foram bloqueados, visto que a gestão não tinha regulamentado a Prestação de Contas relacionadas ao exercício anterior. Prestação esta que fora deixada pronta pelo Conselho Educacional, porém, por falta de capacidade organizacional a Gestão Municipal foi incapaz de enviar as documentações aos órgãos competentes.

Outro fator marcante foi a distribuição do Fardamento Escolar do ano de 2013, o qual veio a ser entregue apenas no mês de outubro e com uma finalidade de ser distribuído apenas as vésperas do Desfile 'folclórico' que antecederam o aniversário do município.

Um fator intrigante e que marcou a distribuição deste fardamento, foi o fato do mesmo ter sido comprado a um preço oneroso, porém de material e qualidade de confecção baixa; como também a presença de enormes logos na parte de trás, que segundo diversos alunos, causa incômodo e grudam nas costas. Sim, também não poderíamos deixar de mencionar a triste recordação que algumas camisas apresentavam o logotipo da cachaça 'Matuta'.



Segundo dados do Sagres/TCE, o referido Fardamento Escolar sequer foi quitado, pois dos R$ 45.250,00 referentes ao mesmo, apenas R$ 6.290,00 foram pagos.

Se as condições do Fardamento já eram tristes em 2013, que o diga em 2014, quando a gestão sequer distribuiu o mesmo, quebrando assim uma série 13 anos ininterruptas de doações aos alunos. E o que foi dito referente ao ano de 2014, também pode ser aplicado ao ano de 2015, pois até a presente data a gestão também não distribuiu o Fardamento Escolar, mesmo estando presente na Lei Orçamentária Anual de 2014 e 2015.

Isto põe por terra a promessa de campanha de Jairo Herculano, quando o mesmo distribuiu 3000 panfletos a população montadense afirmando que teria como comprometimento a 'distribuição gratuita de todo o fardamento escolar e material básico, em todos os anos letivos'.

Essa não foi a única promessa referente a Educação que o prefeito Jairo Herculano não cumpriu. Ele também prometeu a "Implantação do projeto 'Vestibular Social' em que os jovens matriculados na rede pública municipal de ensino iriam receber aulas preparatórias pra o vestibular com OS MELHORES PROFESSORES DO ESTADO.

Também não cumpriu a promessa da "criação do projeto 'Aluno Campeão', onde os melhores alunos de todas as séries da rede pública municipal seriam contemplados e estimulados aos estudos com premiações ofertadas pelo poder público municipal".

Outra questão marcante referente a falta de comprometimento da gestão do prefeito Jairo Herculano, é o fator das Escolas Municipais não passarem por manutenções há anos, pois, com exceção da Escola Municipal de Ensino Fundamental Erasmo de Araújo Souza - EMEFEAS, as demais não passaram por uma simples pintura desde 2012.


Em relação a EMEFEAS, toda a população já sabe nitidamente que a mesma não passou por uma 'reforma' propriamente dita, mas sim, por uma manutenção básica de pintura e demais reparos que custaram exorbitantes e surreais R$ 137.000,00. Uma menção importantíssima sobre essa fato é, que, mesmo com exorbitantes valores, a gestão sequer fez a manutenção do teto do auditório escolar, o que veio apresentar grandes problemas desde o final de 2013 e que recentemente em meados de 2015 proporcionou que parte do teto simplesmente desaparecesse no ar, causando uma enorme abertura.

Todavia, não podemos falar sobre a Educação em Montadas, sem mencionar a mola mestre do ensino em sala de aula; os professores. As promessas de investimento e capacitação do Magistério era uma das promessas básicas, como uma apoio financeiro aos profissionais que contribuíssem com o aumento do índice do IDEB, porém, essas promessas apenas ficaram presas aos programas de rádios pagos com recursos do município.


Na verdade, o Magistério foi uma classe esquecida pela gestão. O que veio a motivar paralisação dos profissionais da Educação entre os dias 27 a 29 de janeiro de 2014 e uma GREVE em 04 de fevereiro daquele ano. Paralisação que veio a se repetir em 25 de agosto de 2015 e com fortes indicativos de greve nesses próximos dias, visto que a gestão não está tendo comprometido com as solicitações básicas da classe profissional.


Em 2014, o investido do Poder Púbico Municipal com os recursos do FUNDEB atingiram apenas 50,67% do mínimo constitucional de 60%. Já o RREO referente ao 4º Bimestre de 2015 apontam um investimento de um pouco mais de 51%.

Segundo cálculos a partir dos valores do RREO 2014, a porcentagem em investimento em Educação não teriam sido os mais 28% alegados, mas simples 20,78% não cumprindo assim o mínimo constitucional de 25%.

É, não restam dúvidas a gestão do prefeito Jairo Herculano é desastrosa, já se passaram 1000 dias e o que se nota são marcas infelizes na história do município de Montadas. Sua administração é a prova clara que não basta vencer uma eleição, deve se ter um verdadeiro Administrador sobre o controle do Executivo; uma equipe capacitada que impulcione a gestão e não simplesmente a deixe fadada ao descaso.

#2013 #2014 #2015 #JairoHerculano #MerendaEscolar #fardamento #Professores #FUNDEB #1000dias #educação

7 visualizações

Siga o Eu Sou Azul

Tony Veríssimo

Post em destaque

© 2014-2020 EuSouAzul.com

Todos os direitos reservados