• Tony Veríssimo

Prefeitura de Montadas é autuada pela Polícia Ambiental por corte de árvores


"...E o que era verde aqui já não existe mais..." (Fábrica/Legião Urbana)


Na manhã desta quarta-feira, 18 de novembro de 2015, a Prefeitura de Montadas iniciou a remoção de todas as árvores localizadas no prisma central da Rua João da Costa Brasil, onde existe um projeto desde da gestão anterior para se construir a "Praça 14 de outubro", praça essa que carrega o nome da data de independência do município de Montadas/PB.


No local existia cerca de 15 árvores de várias espécies tais como: Castanhola (também conhecida como amendoeira-da-praia), Ficus bejamina e algaroba, entre outras, as quais foram plantadas ao longo de 13 anos pelos munícipes. Destas, apenas as algarobas têm o corte autorizado e eram as duas únicas árvores que não estavam devidamente alinhadas. Sendo assim, todas as demais careciam apenas de canteiros de proteção.

A derrubada das árvores teve início por volta das 06 da manhã e foram realizadas pela retroescavadeira da Prefeitura Municipal e sua Remoção pela Caçamba também pertencente a Edilidade.


Indignado com a situação, o morador Antônio Veríssimo, mais conhecido como Toninho, prestou denúncia a Polícia Ambiental devido o forte indício de não existir licença para a remoção das árvores.


Ainda pela manhã a Polícia Ambiental chegou ao local e registrou o flagrante, registrando o evento em diversas fotografias. Pouco tempo depois, o atual prefeito de Montadas/PB, Jairo Herculano de Melo (PSB-40) chegou ao local para prestar esclarecimentos.

Moradores alegaram ter ouvido os policiais exigirer a licença para o corte de árvores, porém, o prefeito apenas teria mencionado que ali seria construído uma praça e que certas documentações referente a mesma estavam com a sua equipe jurídica. Como a documentação legal não foi apresentada e como autorização verbal não tem validade jurídica, o prefeito Jairo Herculano foi autuado pelo ocorrido.


Enquanto o prefeito assinava as documentações exigidas pela Polícia Ambiental, diversos moradores que assistiam as cenas de diversas calçadas, alegavam que era uma absurdo o que a Prefeitura estava fazendo, pois remover em plena seca diversas árvores que proporcionam grandes sombras e ar fresco sem um motivo legal aparente era mais que uma irresponsabilidade administrativa, mais sim, uma verdadeira falta de cidadão e conciência ambiental.

Essa não é a primeira vez, que a gestão do prefeito Jairo Herculano remove do município diversas árvores. Em 2013 a Prefeitura de Montadas cortou sem deixar uma folha sequer, diversas árvores da ruas: José Veríssimo de Souza, Maria José da Silva, Custódio José da Silva e Renovato Gonçalves de Lima.

Ainda em abril deste ano, a SUDEMA multou a Prefeitura de Montadas em R$ 5.000,00 por lançar esgoto a céu aberto entre o final da Rua Inácio Fernandes da Silva e o início da PB-115.


A Construção da Praça é uma realização de covênio do Governo Federal com a Prefeitura de Montadas e foi realizada pela gestão do ex-prefeito Lindembergue Souza Silva, conforme Convênio Nº 718585/2009. Com valores iniciais de R$ 195.000,00 e atualmente atualizado para R$ 235.179,37.


Embora o prefeito Jairo Herculano consiga ao término de sua gestão concluir a praça com os recursos deixados pela gestão anterior, a mesma não apresentará as belas árvores de outrora. E mesmo que o gestor venha a plantar novas, levará mais que uma década para que estas consigam adquirir tamanho e beleza.

#PrefeituradeMontadas #PolíciaAmbiental #Sudema #JairoHerculano #Toninho #2015 #AntonioVerísismo #Praça #Cortedeárvores

24 visualizações

Siga o Eu Sou Azul

Tony Veríssimo

Post em destaque

© 2014-2020 EuSouAzul.com

Todos os direitos reservados