• Tony Veríssimo

Desde 2008 a CUT já recebeu mais de R$ 340 milhões em imposto sindical!



Se você trabalha com carteira assinada, provavelmente sustenta a CUT. Mesmo sem querer: o governo te obriga a pagar todo ano o equivalente a um dia de trabalho para financiar os sindicatos e organizações associadas em todo o país. É o imposto sindical.

A despeito de fazer campanha contra o imposto, a entidade recebe aproximadamente R$ 51 milhões anuais, ou 1,6% do valor arrecadado com o imposto (de R$ 3,2 bilhões/ano). Os demais são distribuídos entre os 15.315 sindicatos existentes no país (sim, você não leu errado: são quinze mil, trezentos e quinze sindicatos). O restante fica dividido entre as federações, confederações, o governo e as 12 centrais sindicais atualmente em atividade.

Até 2008, a CUT e outras centrais sindicais não tinham direito a receber verbas do Governo Federal. A Lei Nº 11.648/08, sancionada pelo ex-presidente Lula, mudou tudo isso. Desde a promulgação da lei, a CUT já recebeu mais de R$ 340 milhões.

Intrigantemente, ao sancionar a Lei Federal, o ex-presidente Lula vetou o Art. 6º do projeto, justamente o artigo que elencava sobre a prestação de contas por parte das centrais sindicais, federações, sindicatos e confederações trabalhistas junto ao Tribunal de Contas da União, o TCU.

Desta forma, conforme o site Spotniks.com: as contas da CUT – e de outras centrais sindicais e sindicatos – são sigilosas. Não existe nenhuma obrigação aos sindicatos e suas respectivas centrais em dar satisfação sobre como empregam os recursos que recebem do imposto sindical.

Embora algumas organizações disponibilizem dados detalhados sobre suas receitas e despesas, a CUT não fornece nenhum detalhe publicamente sobre o que faz com o dinheiro repassado pelo Ministério do Trabalho – e deixa dúvidas sobre suas operações.

Viralizou nas redes sociais diversos vídeos mostrando entrevistas com pessoas em manifestantes da CUT, uns demonstraram não fazer a mínima ideia do que estava acontecendo ali, outros acreditavam que a manifestação era para tirar Dilma do poder. Ao final, o rapaz chega a afirmar que recebeu R$ 30,00 para participar do protesto.



Dessa forma, a CUT se tornou uma espécie de extensão do Partido dos Trabalhadores (PT). Uma organização que recebe milhões de reais através de imposto público para atuar como um braço do partido.

#Dilma #Lula #CUT #Imposto #Sindicato #PT

6 visualizações

Siga o Eu Sou Azul

Tony Veríssimo

Post em destaque

© 2014-2020 EuSouAzul.com

Todos os direitos reservados