• Tony Veríssimo

A Renda Per Capita brasileira em 2020 será, na melhor das hipóteses, igual da de 2010




Spotniks - Estamos apenas no meio daquele que será conhecido como o período de menor crescimento em toda a história brasileira. A constatação é parte de um relatório realizado pelo Banco Central junto ao mercado financeiro. A expectativa de quem lida diariamente com investimentos é a de que a economia chegará em 2017 com uma renda per capita semelhante a de 2008. Na melhor das hipóteses, em um cenário improvável de retomada no crescimento em 2017, chegaríamos a 2020 com a mesma renda per capita de 2010, configurando que essa será a primeira vez em toda nossa história econômica em que a renda per capita das famílias brasileiras não crescerá entre o início e o fim de uma década.

É bem verdade que acertar previsão de PIB não é uma especialidade do mercado. Nos últimos 10 anos, por exemplo, em nenhum momento o mercado previu o PIB, o câmbio ou a inflação de dezembro com um ano de antecedência – e em cinco dos últimos seis anos, o mercado previu um crescimento maior do aquele que foi obtido de fato. Em dezembro de 2014, por exemplo, a expectativa do mercado era de que a economia brasileira crescesse 0,55%. Ao final do ano, a expectativa era de um crescimento de – 3,5%, enquanto a realidade, revelada pouco tempo depois do IBGE, foi de um crescimento de – 3,8%. O mercado erra, mas via de regra por ser otimista. O importante, porém, é que por se tratar de um relatório semanal, é possível acompanhar as mudanças de expectativas com certa precisão.

Os erros por sua vez têm certa razão de ser. E a história da analista demitida pelo Santander ao alertar que a reeleição de Dilma Rousseff resultaria em uma piora da economia mostra o que pode ocorrer com aqueles cujas previsões não agradam muito ao establishment político.

#PIB #2020 #Renda #Dilma

2 visualizações

Siga o Eu Sou Azul

Tony Veríssimo

Post em destaque

© 2014-2020 EuSouAzul.com

Todos os direitos reservados