• Tony Veríssimo

Um eventual governo Temer reduziria o número de ministérios para 20



Se vier ocupar a presidência da República Michel Temer teria entre seus planos inciais de governo reduzir drasticamente o número de ministérios, atendendo, assim, a uma das maiores reclamações dos críticos do petismo. Mas, mesmo prometendo uma esplanada menor, mira-se um quadro ministerial politicamente mais forte. Segundo O Globo, Armínio Fraga na Fazenda, Ronaldo Caiado na Agricultura e José Serra na Saúde completariam a linha de frente dos sonhos do atual vice-presidente.

Nesse quadro, o PMDB ficaria com menos ministérios do que possui hoje ou não conseguiria compôr um núcleo ideológico com DEM, PSB e PSDB, e ainda atrair a simpatia de PP, PR e PSD. Juntas, as siglas somam 298 deputados, o que garantiria ao executivo uma boa maioria na Câmara, ainda não qualificada – o que é bom para a população, que sofreu toda sorte de abusos nas mãos de uma base petista com quase 400 parlamentares.

Fraga anda hesitante em aceitar o convite, mas abençoaria os presidentes do Insper, Marcos Lisboa, e da Federação Brasileira dos Bancos, Murilo Portugal, como alternativas ao seu nome.

Quanto à Casa Civil, prometida a Lula, iria para as mãos de Eliseu Padilha, o principal consultor de Michel Temer ainda hoje. E Lula voltaria para os cuidados de Sérgio Moro.

#MichelTemer #Ministérios #Presidência

0 visualização

Siga o Eu Sou Azul

Tony Veríssimo

Post em destaque

© 2014-2020 EuSouAzul.com

Todos os direitos reservados