• Tony Veríssimo

Prefeitura de Montadas pagou a UBD por premiações da Secretaria de Educação



Essa não é a primeira vez que desmentimos a credibilidade das premiações concedidas ao prefeito de Montadas, Jairo Herculano de Melo (PSB) e aos seus secretários. [Saiba mais]. Contudo, as práticas de autopromoção com supostas premiações sem credibilidade não pararam, tanto que em 2016, o atual secretário de Educação de Montadas/PB, João Paulo Vidal, teria recebido a alegada “Medalha Brasil-Suíça em Educação e Qualidade Total” fornecida pela União Brasileira de Divulgação (UBD), mesmo estando a pouquíssimo tempo à frente da Secretaria.

Conforme os dados dos SAGRES/TCE, em março e abril de 2015, a Prefeitura Municipal de Montadas teria pago a empresa União Brasileira de Divulgação (UBD) duas parcelas de R$ 350,00 referente ao certificado destinado a então secretária de educação da época, Geridalva Alves de Souza, o qual teria custado R$ 700,00 na época; a premiação chamava-se “Gestor nota 10”.

O mesmo veio a ocorrer em março de 2016, quando a Edilidade Executiva pagou a referida empresa o valor de R$ 400,00 referente a premiação “Medalha Brasil-Suíça em Educação e Qualidade Total” recebida pelo atual secretário de Educação, João Paulo Vidal, conforme empenhos abaixo retirados do SAGRES/TCE.

Não é de hoje que diversos sites e blogs de todo o Brasil questionam a credibilidade de tais premiações, vindo assim a realizar uma série de denúncias referente ao processo de escolha dos gestores e secretários em tais premiações. Entre as premiações acusadas de carência de credibilidade estão: O troféu JK, Gestor nota 10, os 100 melhores prefeitos do Brasil, a Medalha Brasil-Suíça em educação e Qualidade Total e o Prêmio Sustentabilidade Social.

Segundo o jornalista pernambucano Madson Vagner, a União Brasileira de Divulgação (UBD), incluiu na relação de premiação dos ‘100 melhores prefeitos do Brasil’, gestores com diversos processos, desmandos administrativos e até mesmo prefeitos cassados.

O advogado e jornalista mineiro, Marcelo Porchat de Assis, primeiramente desmascarou o esquema de premiação fornecida pela Premium Brasil Group, referente as premiações denominadas: “Sustentabilidade Social” e “Troféu JK". Ele se disfarçou de secretário de saúde e descobriu que as premiações eram pagas com recursos dos cofres públicos, onde a empresa afirmava que se tratava de uma valor referente a "inscrição". O mesmo esquema seria realizado pela empresa União Brasileira de Divulgação (UBD), nas conhecidas premiações denominadas: “Gestor nota 10”, “Os 100 melhores prefeitos do Brasil, edição 2013” e a premiação “Medalha Brasil-Suíça em Educação e Qualidade Total”.

A falta de credibilidade da União Brasileira de Divulgação (UBD) é tanta, que se pode observar através de sua própria página online: www.ubd.com.br, a qual já está até fora do ar! É uma nítida fraude!


O jornalista, radialista e escritor Claudio Nunes, após longas pesquisas chegou à conclusão que a credibilidade das empresas que concedem prêmios, denominadas: IBVG - Instituto Brasileiro de Verificação de Gestão, UBD - União Brasileira de Divulgação e Premium Brasil Group, não possuem nenhuma capacidade tecnológica ou qualquer outra, de avaliar e classificar a gestão pública de nenhum ente da Federação, pois não indicavam nenhuma metodologia de captação de dados confiáveis para conclusão do perfil desejado. Para o pesquisador, se trata de indústrias de vendas de prêmios, realizadas através de várias propostas de 'pacotes' de premiações, encaminhadas aos entes de todo o país; aqueles que compravam um dos diversos pacotes oferecidos teriam o nome incluso na premiação.

Na verdade, em Montadas/PB, existe a triste realidade a qual o sistema educacional do município está mergulhada, o que estaria muito longe de premiações por capacidade e qualidade. Pois, pelo segundo ano a gestão do prefeito Jairo Herculano não veio a entregar de forma gratuita o fardamento aos alunos matriculados na rede de ensino, além da atual carência com a falta de materiais básicos para uso de alunos e professores, visto que muitas vezes os docentes para poderem ministrar aula tem que comprar com recursos próprios materiais básicos como papéis para provas e canetas para uso do quadro.

No início do mês de junho de 2016, a Prefeitura de Montadas teve os recursos para a educação bloqueados por não enviarem as devidas prestações de contas aos órgãos competentes. [saiba mais]


11 visualizações

Siga o Eu Sou Azul

Tony Veríssimo

Post em destaque

© 2014-2020 EuSouAzul.com

Todos os direitos reservados