• Tony Veríssimo

Entenda por que Bolsonaro é hoje um navio quebra gelo



Jair Bolsonaro representa um navio quebra gelo que rompe uma era iniciada pela Revolução de 1964, que culminou com o governo militar e que agora se encerra com o seu maior herdeiro: a esquerda.

Após um período conturbado desde o fim do regime militar, passando por crises inflacionárias e um governo socialdemocrata nos anos de 1990’, o Partido dos Trabalhadores chegou ao poder. Uma esquerda mais à esquerda que aqueles que concorriam com os mesmos em um teatro montado entre partidos. Enquanto um governava o outro fazia falsa oposição, em um revezamento contínuo que ao fim se resumia em: “uma hora eu governo, outra hora você governa, mas é sempre nós”.

A dita direita era vestida pela esquerda. Ser rotulado de conservador, seria outrora uma espécie de insulto, como quem quer alegar que este viria a ser filho da tortura e da censura. Ser taxado de liberal seria o mesmo que dizer que aquele era um explorador dos pobres. E nessas falácias o PT e os partidários governaram podendo fazer o que quisesse que sempre teriam uma falácia ad hominem para jogar contra os seus opositores, como se fossem eles os verdadeiros democratas.

O tempo passou e o brasileiro cansou dessa peça teatral.

O brasileiro pode ter seus defeitos morais e civis do cotidiano, mas mesmo assim dentro dele tine uma cultura conservadora forjada pelo espírito judaico-cristão herdado de seus pais e ele sonha em um liberalismo econômico como ocorre nos países desenvolvidos: com mais acesso a mercadorias, baixo custo e menos impostos.

Os contínuos escândalos da esquerda; os desenfreados erros lulopetista e de seus asseclas, fizeram uma nação despertar. E agora, não importa o quanto sejam rotulados, o povo está nas ruas e contra o modelo político e falido da esquerda.

O baque foi tal grande que a esquerda desde o baixo clero até os veículos de comunicação, não compreenderam o tamanho do gigante que acordaram e não sabem como controlá-lo, pois, ele tem vida própria e não está se deixando mais influenciar pelos tabloides de jornais altamente tendenciosos.


No meio de toda essa fumaça surge a pessoa de Jair Bolsonaro: um político que embora tenha dividido o mesmo espaço do Congresso com diversas e velhas raposas da política, nunca esteve envolvido em escândalos de corrupção; algo raro e exatamente aquilo que o povo procurava.

Sem papas na língua ele diz o que acredita. E era exatamente isto o que a grande maioria do povo procurava: um chefe de estado que administre um país onde sua história ocidental forjada pelo Cristianismo seja primaz; onde o cidadão seja respeitado e o bandido punido; onde o Estado pare de colocar abusivamente sua mão no bolso do contribuinte e que a corrupção não seja o espelho da sociedade; um nacionalista verdadeiro e não apenas camuflado por uma bandeira ideológica.

Bolsonaro é um símbolo; não é um paladino ou salvador da pátria, afinal ele mesmo sabe disso. Bolsonaro é um divisor de águas; um navio quebra gelo entre a velha política e o desejo de uma país em se desenvolver. E por ter um casco duro, abrirá caminhos para um novo tempo para o Brasil, um período onde o povo passará a ganhar de fato destaque nas decisões política do país, fazendo valer a sua vontade.

A tecnologia expôs o establishment. O Estamento burocrático tentou de todas as maneiras continuar com o velho jogo, mas pela primeira vez na história do Brasil, o povo foi protagonista. Sim, o povo saiu em defesa de um candidato. O povo fez campanha de graça: comprou camisa, fez adesivos, foi as ruas, bateu de frente com as grandes empresas midiáticas e empregatícias em defesa do seu símbolo representativo.

O dragão vermelho não morreu, mas levou um grande golpe que o impede de se levantar. Cabe ao povo dizer se ele continuará no chão ou não.

Bolsonaro passará, mas já entrou para história. Poderá ou não fazer um bom governo, mas isso cabe a ele e a sua equipe técnica, os quais sempre estarão por cima enquanto tiverem o povo ao seu lado.

Sim, Bolsonaro é o navio quebra gelo, que vai abrir caminho para que outros navios possam chegar ao cais com tudo aquilo que um povo necessita para viver melhor. Basta fazer o que precisa ser feito.



17 visualizações

Siga o Eu Sou Azul

Tony Veríssimo

Post em destaque

© 2014-2020 EuSouAzul.com

Todos os direitos reservados