• Tony Veríssimo

#AImprensaMente lidera nas redes sociais após o escândalo da jornalista do Estadão



A Hashtag #AImprensaMente atingiu neste último dia 11, o primeiro lugar entre os assuntos mais comentados das redes sociais.


Tudo começou quando o site Terça Livre publicou uma matéria onde a jornalista Constança Rezende, do Jornal Estado de São Paulo (Estadão) - filha de Chico Otávio que trabalha para O Globo -, concedeu uma entrevista para o jornalista francês Jawad Rhalid, que buscava ouvir jornalistas anti-bolsonaro, conforme o próprio apresentou em sua matéria.


Em parte de sua fala a jornalista do Estadão, Constança Rezende afirma:

“Acho que a minha maior preocupação é que nunca aconteça algo sobre essa investigação. É uma grande frustração para mim, porque eu acho que é um caso de impeachment“.

O jornalista francês tinha como objetivo investigar as relações da mídia brasileira com o Presidente Jair Bolsonaro. No entanto, as conversas entre os dois feitas em inglês vazaram, demonstrando que as intenções da jornalista Constança Rezende eram de fato polemizar a questão relacionada ao filho do Presidente, Flávio Bolsonaro e intensificar os ataques ao primeiro como forma de provocar um impeachment.


Após o próprio Presidente Jair Bolsonaro expor as conversas em suas contas do twitter e facebook, os mais diversos veículos de comunicação: Estadão, Globo, Uol, Terra, Folha de São Paulo, Diário de Pernambuco, IstóÉ, Exame, entre diversas outras, tentaram afirmar que ocorrido era uma na verdade uma notícia falsa. Os veículos de comunicação agiam em total sincronia e preocupação, tanto que nem sequer se preocuparam em criar a sua própria matéria, na verdade muitos apenas replicavam o título e o conteúdo criado pelo Estadão em uma ação coordenada visando notoriamente desmentir e atacar o Presidente Bolsonaro.


O evento se tornou motivo de piada entre os internautas que afirmavam em diversas postagens: "O Estadão investigou o Estadão e concluiu que as notícias contra o Estadão são falsas".


Imediatamente a maior parte dos internautas passaram a se posicionarem a favor do Presidente Jair Bolsonaro, visto as evidências do diálogo entre a jornalista brasileira e o jornalista francês. Comentários críticos contra os veículos de imprensa inundaram as redes e a hashtah #AImprensaMente ficou durante horas no ranking nacional de assuntos mais comentados.


O renomado jornalista americano L. Todd Wood, do site Washington Times, (ver matéria original de Jawad Rhalid) publicou uma matéria no dia 8, denunciando a repórter do Estadão Constança Rezende no caso envolvendo Flávio Bolsonaro e seu assessor Fabrício Queiroz. A jornalista confessa em áudio que a sua denúncia sobre Flávio poderia “arruinar Bolsonaro” e que se sentiria frustrada se nada acontecesse após a investigação, pois, para ela, as denúncias envolvendo o filho de Jair Bolsonaro deveriam causar o impeachment do presidente.


Veja a crítica de Bernardo P Küster sobre o assunto:


586 visualizações

Siga o Eu Sou Azul

Tony Veríssimo

Post em destaque

© 2014-2020 EuSouAzul.com

Todos os direitos reservados