• Tony Veríssimo

Em 2010, Lula vetou vacina que combatia doença que vitimou o neto do ex-presidente

Atualizado: 3 de mar. de 2019

Em 9 de dezembro de 2010, poucos dias antes de entregar o cargo a sua sucessora Dilma Rosseff, o então então Presidente da República, à época, Luiz Inácio Lula da Silva, através da MENSAGEM Nº 684, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2010, vetou integralmente o projeto de lei aprovado na Câmara dos Deputados que previa a inclusão de 05 vacinas no Programa Nacional de Imunização, contra:

1) Hepatite A, 2) Meningite Meningocócica conjugada C,

3) Pneumocócica conjugada sete valente,

4) varicela e

5) pneumococo.


Na justificativa, o governo afirma que, das cinco vacinas previstas no projeto de lei, três já faziam parte do calendário básico. Além disso, alegou que era inadequando a inclusão de novas vacinas no calendário básico por meio de lei, o que afirmando que isso tornaria mais burocrática e demorado a adoção de novas tecnologias na área de prevenção de doenças.




66.462 visualizações0 comentário

Siga o Eu Sou Azul

Tony Veríssimo
11225089_1182099545137091_58073495318209

Quando a 'Esquerda' aborda sobre um evento histórico desconhecido, a mídia diz: 'novas evidências foram descobertas'. Quando a 'Direita' aborda sobre um evento histórico desconhecido, a mídia diz: 'estão querendo reescrever a História'.

Post em destaque