• Tony Veríssimo

Professor é afastado por supostamente fazer doutrinação político-partidária em sala de aula


O Governo do Rio de Janeiro através da Secretaria Estadual de Educação decidiu abrir sindicância e afastar o professor Marcos Antonio Tavares da Silva, que ministrava aulas no Colégio Liceu de Humanidades de Campos dos Goytacazes, no interior do Rio.


A decisão ocorreu após o professor aplicar uma atividade aos alunos do 3º ano, onde consistia em uma charge depreciativa onde o Presidente da República, Jair Bolsonaro e o Presidente dos EUA, Donald Trump aparecem abraçados em uma cama como se tivessem cometido ou fossem cometer coito.


Em sua defesa o professor afirmou que a atividade entre às turmas 3003 e 3005, é, segundo ele, "material este muito comum nos vestibulares, em todas as disciplinas e com uma carga argumentativa bastante relevante ".


No entanto, a matéria não foi compreendida assim por diversos pessoas, visto apresentar apenas uma característica depreciativa ao Presidente e aos acordos internacionais firmados com os EUA, por isso foi rotulada de conteúdo de Esquerda e logo passou a ser tratada negativamente nas redes sociais.




Marcos Antonio, teria recebido a notícia o comunicado de afastamento por telefone pela diretora do colégio. Em nota, a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) confirmou o afastamento logo após tomar conhecimento sobre o assunto.


"A Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) tomou a decisão de suspender o professor na última quinta-feira. Nesta sexta-feira, dia 22, foi aberta uma sindicância para apurar o caso. A partir de então, o professor ficará afastado das atividades até a conclusão do processo. Um docente será alocado para ministrar as aulas, sem necessidade de interrupção das atividades e do conteúdo da disciplina."
168 visualizações

Siga o Eu Sou Azul

Tony Veríssimo

Post em destaque

© 2014-2020 EuSouAzul.com

Todos os direitos reservados