• Tony Veríssimo

Veja como 17 jornais e revistas noticiaram a Revolução de 1964


Abordar nos dias atuais os eventos da história do Brasil referentes ao período de 1964 a 1985 é algo delicado. Afinal, houve no Brasil uma revolução, um regime militar ou uma ditadura? A História consiste não em agradar lados, mas em relatar os eventos como verdadeiramente ocorreram.

Ao longo dos anos a imprensa nacional sempre buscou se mostrar com paladina da justiça, da democracia e da moralidade. Atualmente veículos de comunicação da grande mídia abordam os eventos relativos a 1964 sempre como forma pejorativa. No entanto, a História registrou algo diferente e a verdade é que jornais como o Diário do Pernambuco; o Estadão, a Folha de São Paulo; Jornal do Brasil, O Globo, entre tantos outros da imprensa nacional positivaram os eventos históricos daquele período. Embora agora busquem sorrateira omitir a sua própria participação na história para agradarem bandeiras políticas.


"Uma das maiores burlas dos nossos tempos terá sido o prestígio da imprensa. Atrás do jornal, não vemos os escritores, compondo a sós o seu artigo. Vemos as massas que o vão ler e que, por compartilhar dessa ilusão, o repetirão como se fosse o seu próprio oráculo". Joaquim Nabuco

Nesse artigo apresentaremos 17 capas de jornais e revistas de como a imprensa nacional noticiou os eventos relacionados ao dia 31 de março de 1964.


JORNAL DO BRASIL, 1º de abril de 1964

"S. Paulo adere a Minas e anuncia marcha ao Rio contra Goulart''. " 'Gorilas' [pró-Jango] invadem o JB".



CORREIO DA MANHÃ (Rio), 1º de abril de 1964

"Os Estados já em rebelião contra JG".

Editorial clama pela deposição de João Goulart: "Fora!".



DIÁRIO CARIOCA, 1º de abril de 1964

"Guarnições do I Exército marcham para sufocar rebelião em Minas Gerais".

Editorial defendeu os atos, pois estavam previstos na Constituição de 1946.



ESTADÃO

O Estado de São Paulo, 2 de abril de 1964

"Vitorioso o movimento democrático".



O GLOBO, 2 de abril de 1964

"Empossado Mazzilli na Presidência". Título do editorial: ''Ressurge a democracia!".



FOLHA DE SÃO PAULO, 2 de abril de 1964

"Congresso declara Presidência vaga: Mazzilli assume".

Jornal destaca: "Papel picado comemorou a 'renúncia' de João Goulart".



DIÁRIO DE PERNAMBUCO, 2 de abril de 1964:

"Jango sai de Brasília rumo a Porto Alegre ou exterior: posse de Mazilli".

Editorial menciona que a Assembleia de Pernambuco votou o impeachment do governador Arraes.



DIÁRIO DA NOITE (São Paulo), 2 de abril de 1964:

"Ranieri Mazzilli é o presidente".

O jornal afirma que Carlos Lacerda anunciou a vitória dentro da legalidade.



DIÁRIO DE NOTÍCIAS (Rio), 2 de abril de 1964

"Marinha caça Goulart".

'O jornalista Ibrahim Sued informa: "É o fim do comunismo no Brasil"


O POVO (Fortaleza), abril de 1964

"II e IV Exércitos apoiam movimento mineiro".

Quartel-general do IV Exército, no Recife, comandava a Força no Nordeste.



TRIBUNA DO PARANÁ, 2 de abril de 1964

"Prontidão militar no Estado para manutenção da ordem"


DIÁRIO DO PARANÁ, 2 de abril de 1964

"Auro Andrade anuncia posse de Mazzilli com situação normalizada”.

No alto: “Povo festejou na Guanabara vitória das forças democráticas”.



DIÁRIO DA REGIÃO (São José do Rio Preto, SP), 2 de abril de 1964

"Exército domina a situação e conclama o povo brasileiro a manter-se em calma".



DIÁRIO DE PIRACICABA (SP), 2 de abril de 1964

"Cessadas as operações militares: A calma volta a reinar no país".



O DIA (Rio), 3 de abril de 1964

"Mais de um milhão de pessoas na 'Marcha da Família, com Deus, Pela Liberdade!"

"Fabulosa demonstração de repulsa ao comunismo".



Revista FATOS & FOTOS, 4 de abril de 1964

"A grande rebelião"'.



O Cruzeiro, 10 de abril de 1964

"Edição histórica da Revolução".

Revista celebra um herói da Revolução, o governador de Minas, Magalhães Pinto.



"A massa mantém a marca, a marca mantém a mídia e a mídia controla a massa". George Orwell
3,630 visualizações

Siga o Eu Sou Azul

Tony Veríssimo

Post em destaque

© 2014-2020 EuSouAzul.com

Todos os direitos reservados